Skip to main contentExplorer SVG Logo

    Faça login para acessar o programa


  • Login
    Blog

    Voltar

    Data

    28/12/2021

    Autores
    1. Santander X Explorer
    Categorías

    28/12/2021

    Crie sua startup

    6 minutos de leitura

    É hora de testar! Monte um fluxo de experimentação personalizado e evite erros comuns


    Autores
    1. Santander X Explorer
    Categorías

    Hero image

    Você gostaria de testar seu projeto sem investir muito tempo nisso? Adote os princípios do fluxo de experimentação.

    David J. Bland, autor de “Testing Bussiness Ideas”, explica como fazê-lo.

    Para começar, é muito complicado realizar testes ou experimentações sobre novas ideias de negócios para reduzir a incerteza. As equipes aplicam táticas de experimentação sem conhecer seus princípios e seguem certos procedimentos porque replicá-los parece fácil… mas pode ser perigoso, segundo Bland.

    Pense na indústria automobilística. Os fabricantes tentaram imitar o sistema Andon da Toyota: uma corda (mais tarde substituída por um botão) que os trabalhadores puxavam ao perceber um problema sério e poder parar a linha de montagem e avisar um supervisor.  Desta forma, evitavam que a montagem da peça danificada continuasse na linha de produção, o que seria muito mais caro de consertar posteriormente se a peça já estivesse colocada com outras. Remover um componente danificado para chegar ao núcleo do problema representava horas de trabalho e de produtividade perdidas.

    As outras marcas acharam a ideia da Toyota boa e a implementaram em suas fábricas. Foi um desastre. Ao perceber um defeito, os funcionários puxaram a corda e acabavam levando bronca de seu superior, por terem parado a linha de produção: a fábrica tinha uma cota a cumprir e interromper a montagem significava não cumprir com ela. E assim, para não serem demitidos, os funcionários não puxaram a corda novamente.

    Por que isso não acontecia na Toyota? Lá, eles criaram essa prática usando o princípio de jidoka, que poderia ser traduzido como “automação com um toque humano”. É algo que está no DNA da empresa japonesa. Lá, cada funcionário sabia perfeitamente que o que tinha que fazer era:

    1. Detectar o erro.
    2. Parar a linha de montagem.
    3. Resolver a causa do problema junto com seu supervisor.
    4. Incorporar as melhorias aprendidas no fluxo de trabalho.

    Existem muitos casos semelhantes de táticas de ensaio, ou seja, em que um departamento copia o que outras empresas estão fazendo sem entender o que está por trás dessas ações.  Porém, se elas entendessem os princípios do fluxo de experimentação, poderiam tirar partido disso.

    Visualize seus experimentos

    Executar um teste pode ser muito difícil se você não o visualizar. Para isso, basta anotar os testes que você deseja realizar (em um caderno, quadro negro, parede, aplicativo …).  Crie uma tabela para ajudá-lo a monitorar o progresso dos testes e ver quando as coisas ficam travadas. Pode ter um formato mais ou menos assim:

    Pendente

    Planejado

    Em andamento

    Resultado

     

     

     

     

    Agora, você só precisa adicionar experimentos à primeira coluna, na ordem em que deseja fazê-los. Os que você vai fazer primeiro estarão mais próximos da parte de cima.

    Pendente

    Planejado

    Em andamento

    Resultado

    Campanhas online

    Entrevistas com clientes

    Landing page

    Pesquisa de opinião

     

     

     

    Estabeleça limites para os experimentos em andamento

    Não tente executar muitos testes ao mesmo tempo, especialmente se você tiver uma equipe pequena: vocês acabarão se frustrando e com uma coleção de experimentos inacabados. Estabeleça alguns limites na tabela e não permita começarem mais testes até que os primeiros estejam bem adiantados.

    Pendente

    Planejado

    Em andamento

    Resultado

    Campanhas online

    Landing page

    Entrevistas com clientes

    -————————

    Pesquisa de opinião

    -————————

    -————————

    Experimentação constante

    Quando os experimentos fluem com a equipe, é hora de colocar o foco na ação e revisar a maneira como vocês trabalham. Talvez seja a hora de vocês aprofundarem se houver um problema ou alterarem os limites das tarefas que estão em andamento. Assim que vocês tiverem entendido os princípios do fluxo de experimentação, não tenha medo de modificar seus métodos: você terá melhores ferramentas para obter o máximo de cada ensaio. Por exemplo, talvez sua tabela mude para algo assim:

    Pendente

    Planejado

    Em andamento

    Resultado

    Pesquisa de opinião

    Campanhas online

    Landing page

    Em andamento

    Entrevistas com clientes

    Em espera

     

     

    Lembre-se de que o objetivo do fluxo de experimentação é ajudr a reduzir a incerteza, então… boa sorte!

    Fonte: https://www.strategyzer.com/blog/the-principles-of-experiment-flow

    Photo by ThisisEngineering RAEng on Unsplash.

    Compartilhar

    Junte-se à comunidade global de empreendedores

    Com o Explorer, você se tornará parte ativa da mudança, lançando projetos que irão impulsionar a sua liberdade financeira.

    Crie sua startup

    Realize seu sonho em 12 semanas: inscreva-se no Explorer!

    Crie sua startup
    Notícia
    Foto de dos personas

    Notícias

    Como se aprende no Explorer? Esses são os três pilares de sua metodologia de ensino-aprendizagem

    Notícia
    Unblind logo crowdfunding

    Notícia

    A campanha de crowdfunding para ver com o coração: Unblind

    Notícia
    Hero image

    Notícia

    A geração Z quer aprender assim: comunidade vs. validação

    Notícia